Beleza, Feiras, Produtos e Profissionais

De há uns anos para cá, iniciei um percurso que já me levou por vários países ao redor do globo, como formadora internacional.

Neste momento encontro-me em Bolonha, onde vou dar a cara como formadora da marca com que trabalho e represento. Um pouco mais lenta a escrever do que o costume, pois acabei de fazer umas longas unhas em acrílico, que tentam levar a melhor sob o teclado!

A pedido de muitas famílias cá fica a foto!

Perguntam vocês: o que se passa em Bolonha?

Por esta altura realiza-se anualmente uma feira de cosmética profissional, a Cosmoprof. Considerada a maior da Europa, dá-se em 3 continentes: América do Norte – Los Angeles, China – Hong Kong e Europa – Bolonha.

Irei escrever de um ponto de vista diferente, um “inside view” do que é a maior feira de cosmética internacional realizada na Europa.

Montagem do stand da iBi – Impression Beauty International

Com fabricantes e distribuidores de todo o mundo!  Dos EUA, ao Japão, da China à Turquia, todos vêm apresentar ou lançar uma nova linha de cosmética, ou uma nova marca que é claro, “é melhor do que todas as outras existentes e que fazem a mesma coisa!”

Sangue novo, novos lançamentos, novos produtos, novas ideias tudo para nos tornar mais belas, mais novas, ainda mais fantásticas!

Com o avanço da tecnologia, da pesquisa médica e cosmética, toda esta indústria evolui brutalmente na última década. Dos cremes às loções, das máquinas aos vernizes, tudo está em constante alteração.

Mas uma coisa vos garanto, com tanta oferta, a qualidade é variada e nem todos são aquilo que parecem.

O “packaging”, ou seja, a caixa, o frasco, o que contém o produto pode ser espectacular, mas no fundo, o mais importante é o que está dentro.

Existem inúmeras marcas no mercado, mas se fizerem uma pequena pesquisa no google, rapidamente vão perceber que grande parte do produtos independentemente do nome, pertencem aos mesmos! São grandes grupo internacionais, que vão comprando as marcas, independentemente do nome que venha no frasco.

Dos produtos de perfumaria aos das prateleiras de supermercado. Pesquisem, vai ser interessante!

Então… Como escolhemos?

São vários os fatores que nos levam a escolher.

1. Publicidade – A força dos media. Porque aparece na televisão, ou revistas a prometer mundos e fundos, é logo um espectáculo! No entanto deixo-vos um desafio: sabem aquelas pequenas letras que aparecem em rodapé muito rápido com asterisco? Leiam! Dirá qualquer coisa como: “estudo efectuado em X mulheres, das quais Y dizem sentir diferença”.

2. Perfume – o cheiro dos produtos é um fator decisivo para a escolha. Mas não se iludam, muitas das vezes isso só torna o produto mais propenso a reacções alérgicas, pois cada vez mais as peles são reactivas ou sensíveis.

3. Aspecto da caixa – Se for demasiado bonita é imediatamente associado a caro! É um mecanismo inconsciente que quase todos temos de associar a beleza ao luxo. No entanto, olhem e vejam o preço, pois poderão ter uma surpresa

4. “A minha amiga usou e adorou!” Acontece que a pele da sua amiga não é a sua. Desde o tipo de pele, às patologias, existe todo um mundo que vos separa.

5. “A menina da perfumaria aconselhou-me este e disse-me que fazia isto, mais isto, mais aquilo…” Ora bem, grande parte das meninas das perfumarias (e não pretendo de forma alguma ofender ou denegrir ninguém, até porque algumas perfumarias já optaram por ter cosmetologistas/esteticistas certificadas para vos aconselhar), têm apenas a formação da marca que lhes diz para o que serve cada produto.

Então o que fazer? Como escolho? Como compro?…

Pois bem, temos aqui que dividir este assunto em dois!

 Antes de aconselhar qualquer produto, deve ser feita uma avaliação correta por uma profissional certificada.

Em que consiste? Após desmaquilharmos  o seu rosto, verificamos o tipo de pele, tipo de grão (se a pele é fina ou grossa), se a pele está asfixiada, se é reativa, e aí por adiante. Um inquérito ao seu ritmo de vida, alimentação e que resultados espera obter. Ou seja, quais os resultados que espera obter, mas mais importante ainda, descobrirmos o que mais se adequa a si.

Concentração de princípios activos nos cremes!

Que palavrão é este? Assim como quando fazemos um bolo, necessitamos de vários ingredientes em doses específicas, o mesmo acontece com os produtos cosméticos.

Atenção! um produto natural tem como finalidade provocar uma reacção na pele. No fundo, o que os separa é a sua origem, tudo é química.

Os princípios ativos usados, assim como a percentagem que contêm, é o que separa um bom, de um mau creme.

Vou explicar isto do seguinte modo: estão sedentos, desidratados e têm à vossa frente dois copos  (isto já quase parece o anuncio do meio cheio ou meio vazio), um tem água suficiente para um golo, o outro está cheio. Qual deles é que vos tira a sede?…

Ou… um ovo de supermercado é igual aos da capoeira de galinhas criadas ao ar livre, aqueles que trazemos quando vamos “à terra”? (nem todos temos essa sorte…)

Cada espaço defende as marcas com que trabalha, no final do dia, têm de vender, chama-se comércio! Uns defendem aquela marca porque não conhecem outra, outros, bem informados, escolhem aquela com que mais se identificam e que lhes dá os resultados que pretendem.

Sei que isto vos  deixa sem saber o que fazer e em quem confiar… Neste momento e mercado tem boas marcas, umas mais fortes em certos tipos de tratamentos do que outras, que se especializaram mais em rosto, ou em corpo, ou mesmo nas duas. Por vezes são igualmente fortes.

A resposta é muito simples! Procurem bons profissionais, devidamente certificados, que apostam numa formação contínua! Como em tudo, sentimos mais afinidade com uns coisas do que com outros.

Para quem não sabe, uma formação em estética dura aproximadamente 2 anos, com um custo aproximado de 6000€, fora todas as especializações extras. Fica a dica!

Com estas palavras vos deixo por hoje. Espero que tenha conseguido dar-vos uma idéia de como tudo isto funciona.

Nos próximos dias mostrar-vos-ei o que é uma feira deste género.

No Comments

Leave a Comment