O que são as “manchas brancas” nas unhas?…

São várias as causas que podem provocar as “manchas brancas” nas unhas.

Vou falar apenas de três, as suas causas, e como as prevenir.

Este episódio é um pouco mais longo do que o habitual, mas não há como dar a volta.

Infelizmente ainda nos aparecem muitas clientes com a placa da unha danificada, e muitas são as profissionais que ainda não sabem o que fazer ou como as evitar.

Sem querer ser muito “maçuda”, vou rapidamente explicar o aparelho ungueal para que possam compreender o que é a unha no seu todo, e o porquê do aparecimento de certas patologias.

Conforme esquema abaixo, podemos ver que as unhas se apresentam sob a forma de lâminas convexas, duras, flexíveis e translúcidas, que cobrem a zona dorsal das falanges distais dos nossos dedos, tanto nas mãos como nos pés.

A Matriz da unha é a camada base de células epiteliais germinativas que dão lugar à unha , a partir da qual esta nasce, e é protegida por uma prega periungueal (prega lateral proximal), um prolongamento da camada córnea – a cutícula. Nutrida através da circulação sanguínea, a alimentação possuiu um papel fundamental para que as unhas sejam fortes e saudáveis.

Carências nutritivas, como por exemplo a carência de vitamina B2, ferro e zinco (e não de cálcio como erradamente se acredita), produzem algumas  das típicas manchas esbranquiçadas.

 

 

Falemos agora das manchas brancas dentro da lâmina Ungueal.

São causadas por pequenos traumas (pequenas pancadas e afins) na matriz da unha, logo abaixo do eponíquio.

Quando estes pequenos traumas se dão nas células ainda não completamente desenvolvidas na matriz, as células nunca se desenvolvem completamente sendo sempre imaturas, esbranquiçadas, ocas e redondas, ao invés de se espalmarem e se tornarem parte da placa da unha.

Apenas o bater fortemente com as unhas pode provocar estas pequenas manchas! Uma vez que a matriz se repare, estas células voltarão a crescer normalmente, e serão “empurradas” para fora, espalmadas e achatadas, formando uma unha saudável e resistente à abrasão.

Nunca devemos limar sobre estes pontos brancos pois iremos enfraquecer a placa da unha, tornando-a mais fraca. É claro que é preciso ter em atenção que a delicadeza natural de cada um de nós é importante, e o termos alguns cuidados na maneira como usamos as mãos faz toda a diferença!

O segundo tipo de manchas que vou abordar hoje são as manchas superficiais nas unhas, causadas por maus profissionais, ou por clientes cuja “delicadeza” natural é semelhante à minha, ou como eu lhes chamo “unhas al dente” – ou seja, quando a guerra entre o vício de roer,  ou a pouca delicadeza, ganham ao manter as unhas decentes e intactas! Dentes -1, Unhas -0!

Quando falo de maus profissionais, refiro-me ao excesso de uso de lima sobre as unhas, ou a uma polimerização incorrecta por uso de luzes como as de LED, para produtos preparados para polimerização com luz UV, o que provoca um excesso de cura do produto, tornando-o ainda mais difícil de remover. Isto não é um problema pequeno! Muitas são as ditas profissionais que estão a trabalhar incorrectamente e a criar danos nas unhas que demorarão aproximadamente 6 meses a resolver, pois só com o crescimento de nova unha, este problema desaparecerá!

Mas não podemos culpar apenas as profissionais, visto que algumas são ensinadas pelas marcas com que trabalham a usar estes métodos antigos, completamente em desuso e inapropriados, para o que o mercado de produtos com qualidade hoje em dia oferece!

Os bons produtos hoje em dia estão preparados para curar melhor do que nunca (o que significa que foram feitos para durarem mais)! Mas nem todos os profissionais e formadores estão a este nível. Com o aparecimento do verniz de gel, a remoção destes produtos é muito mais frequente do que anteriormente, quando apenas tínhamos o acrílico tradicional, o “dipping”*, e o gel. A remoção destes produtos exige tempo e paciência, e apesar de prometerem que em apenas 10 minutos, o material é completamente removido das unhas, na realidade isto é falso! Se removerem o material após aplicação no primeiro dia, levará os tais 10 minutos, mas após 4 semanas, pode levar até 30 minutos! Isto é um processo moroso, e tem os seus preceitos para ser bem executado.

Como tal, ao usarmos os descarnadores**para remover o material das unhas antes de tempo, estamos também a remover placa da unha, danificando-a e enfraquecendo-a! Sem contar com o facto que as unhas vão ser novamente limadas na totalidade (o que “esconde” os danos), enfraquecendo-as ainda mais.

Outra das razões é o “esticar” o tempo do material sobre as unhas. Se este foi fabricado para durar 2 semanas e fica 4, o tempo necessário para uma correcta remoção, é ampliado de 10 minutos para uma boa meia-hora.

MENOS É MAIS!

As unhas servem para proteger a ponta dos nossos dedos, mas não têm de ser usadas como ferramentas! Como dizem os Ingleses: Your nails are jewels, not tools!

Outra das razões, é que nem todas as clientes podem usar este tipo de serviços!

Nem todas as unhas são apropriadas para este tipo de produtos, e um bom aconselhamento, além de saber dizer que não, é importante, assim como ser honesto e aconselhar devidamente! Não estão a fazer qualquer tipo de favor às clientes, o “tentar” que funcione com elas! Um bom diagnóstico é essencial para um bom aconselhamento e assim escolher o que melhor se adequa a cada um! Algumas clientes não são boas candidatas para certo tipo de serviços e não deveriam usar, apenas “porque sim”, ou porque “é mais barato”. Mais uma vez repito: MENOS É MAIS!

A terceira razão pela qual podem aparecer as tão mal-afamadas manchas brancas, dá-se nas unhas dos pés e pode ser causada por Onicomicoses – Micose (infecção) de qualquer tipo, criadas por fungos, com descoloração que pode ir de manchas brancas, a amarelas, geralmente superficiais.

 

 

Existem pelo menos 4 tipos de organismos que podem criar este tipo de infecções. Se não forem tratadas, passarão de apenas pontos brancos a manchas que parecem desfazer-se em pó e que eventualmente penetrarão na placa da unha, chegando à derme e provocando o descolamento da placa da unha.

Estas manchas brancas podem ser removidas com uma lima e o uso de um anti-micótico, mas é essencial o uso de limas descartáveis de modo a não transmitir o fungo a outras unhas e clientes. Apesar de serem mais comuns nas unhas dos pés, também podem aparecer nas unhas das mãos. Mas porquê mais nos pés?… Este tipo de “bicheza” adora sítios húmidos e escuros, pelo que os pézinhos são excelentes candidatos para lhes servirem de “casa”.

Por vezes o uso de vernizes é também associado a esta patologia, pois erroneamente pensamos que os químicos dos vernizes desidratam as unhas. É exactamente o oposto! Os vernizes “selam” a unha e mantêm-na mais húmida, o que por vezes pode originar estas manchas.

Por hoje com estas palavras vos deixo! Querem saber mais?… Têm dúvidas? Sigam-nos e não percam os próximos episódios! Sobre o que vou escrever?… Ainda não sei, mas aceito sugestões. Partilhem este blog! É importante informar.

E não se esqueçam que aqui estarei para responder a qualquer questão que tenham, desde que esteja dentro da minha área de know-how.

 

*Dipping – Uso de um pó acrílico com uma resina que polimeriza com um activador. O nome vem do Inglês – mergulhar a unha no pó.

**Descarnador – Utensílio para remover as células mortas da placa da unha numa manicura.

 

No Comments

Leave a Comment